Alemanha colocará ‘infratores da quarentena’ em centros de detenção

19/01/2021

País irá colocar aqueles que ignorarem regras de quarentena em centros de detenção, incluindo um campo de refugiados reaproveitado no estado da Saxônia.

Alguns estados informaram que usarão hospitais e centros de detenção juvenil para manter os infratores.

De acordo com um relatório do Daily Mail, os governos estaduais podem deter violadores à força sob a Lei de Proteção contra Doenças, que o governo federal alemão renovou em novembro.

O ministro do Interior da Saxônia (um dos estados federados da Alemanha), Roland Wöller, disse na segunda-feira que esses locais serão usados apenas como último recurso e que exigiria uma ordem judicial.

“Suponho que serão muito poucos casos. No momento, nada se sabe ”, disse Wöller ao jornal alemão Die Welt .

Wöller acrescentou que, na semana passada, autoridades deram 300 advertências verbais e 1.400 multas por violações de bloqueio às regras do coronavírus.

A polícia também interrompeu uma festa em Dresden no fim de semana e jogou spray de pimenta contra os participantes.

Nas últimas semanas, a Alemanha viu um aumento nos casos e mortes por coronavírus, com alguns dias observando mais de 30.000 novas infecções e uma alta diária de mais de 1.200 mortes pelo vírus, de acordo com dados estatísticos divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

No total, o país já ultrapassou dois milhões de casos e mais de 46.000 mortes desde o início da pandemia.

No início deste mês, a chanceler Angela Merkel se reuniu com legisladores de seu partido, a União Democrática Cristã (CDU) e disse a eles que os bloqueios podem durar até abril.

“Se não conseguirmos deter esse vírus britânico, teremos dez vezes mais casos até a Páscoa. Precisamos de mais oito a dez semanas de medidas duras ”, disse Merkel ao tablóide Bild .

“Merkel disse que as próximas oito a dez semanas seriam muito difíceis se a variante britânica se espalhar para a Alemanha”, disse um dos participantes da reunião à Reuters.

Os bloqueios prolongados também podem afetar a economia alemã, que encolheu cinco por cento em 2020 no geral, já que alguns setores registraram quedas superiores a dez por cento.

 

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments