Depois de perder ‘boquinha’ no Senac, Mandetta começa a falar mal de Bolsonaro no exterior

Terça-feira, 12/05

Luiz Henrique Mandetta, que integrava o Conselho Fiscal do Serviço Nacional de Aprendizagem, o Senac, levou um pé na bunda do ministro Paulo Guedes.

As reuniões do Conselho Fiscal do Senac costumam acontecer uma vez por mês e cada encontro rende um pagamento de R$ 21 mil, informou a revista comunista Veja.

Chamada de jeton, a gratificação não conta para o teto constitucional, assim o salário do participante pode ser incrementado acima dos R$ 39 mil previstos por lei como limite.

Quarta-feira, 13/05

Mandetta concede entrevista à CNN americana dizendo que ele e Jair Bolsonaro estavam “claramente em lados opostos” e diz que “na próxima semana, é provável que tenhamos mais de 1000 mortes por dia” e o “nível de preocupação dele é 10.”

É muita falta de ética … perdeu a ‘boquinha’ no Senac e começou a cuspir no prato que comeu!

A saída de Mandetta e Moro foram livramentos para o Brasil.

 


 

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com