Após prisão de deputado, STF manda reforçar segurança da Corte

17/02/2021

O STF informou ter reforçado,na manhã de hoje (17), a segurança da Corte após a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

Daniel foi preso na noite da última terça-feira (16/2), por decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes.

“A equipe de segurança do Supremo Tribunal Federal monitora as movimentações no entorno do prédio, como de costume, e houve reforço de efetivo nesta quarta-feira (17)”, informou a assessoria da Suprema Corte, em nota.

A ação aconteceu após Silveira atacar os ministros do STF, com especial destaque a Edson Fachin, que subiu o tom contra declaração de 2018 feita pelo ex-comandante do Exército Eduardo Villas Bôas.

Thainara Prado, advogada que defende o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), disse, nesta manhã, em nota, que a prisão do congressista tem “evidente teor político”.

“Não houve qualquer hipótese legal que justificasse o suposto estado de flagrância dos crimes teoricamente praticados por Daniel Silveira, tampouco há que se cogitar de pretensa inafiançabilidade desses delitos”, escreveu.

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments