As ‘quase’ testemunhas de Adélio

28/05/2019

Os advogados do esfaqueador Adélio Bispo de Oliveira, o criminoso que tentou matar o presidente Bolsonaro, tentaram arrolar como testemunhas ninguém menos que Lula, Maria do Rosário e o ex-BBB Jean Wyllys.

E não para por aí …

Segundo informação da Revista Ceará, o jornalista Reinaldo Azevedo e a cantora Preta Gil também entraram na lista.

A finalidade era convocar as testemunhas para demonstrar que o comportamento do presidente Bolsonaro — criticado publicamente por essas pseudo celebridades — teria ‘colaborado’ para que Adélio pudesse cometer o crime.

Todos os pedidos foram rejeitados pelo Ministério Público … o órgão apontou apontou que nenhum deles presenciou o crime ou teve contato prévio com Adélio.