Barroso alfineta Gilmar: “O mal não vencerá desta vez”

05/10/2019

Em entrevista para o jornalista Josias de Souza, do UOL, o ministro Luís Roberto Barroso foi questionado sobre o fato de alguns de seus pares (na Suprema Corte) se posicionarem a favor de usar as mensagens roubadas da Lava Jato como prova judicial para soltar criminosos.

Barroso foi enfático:

É muito impressionante como os garantistas à brasileira se apaixonam pela prova ilícita, produto de crime.

A Constituição expressamente proíbe a utilização de provas ilícitas em processo de qualquer natureza. Utilizá-las para perseguir pessoas é inaceitável.

Não é fácil nem simples a tarefa de fazer com que o Brasil deixe de ser o país em que o crime compensa, os bandidos perseguem os mocinhos e o mal vence no final.

Mas essa é a missão da nossa geração. Às vezes parece que somos minoria, mas a história está do nosso lado.