Bruno Gagliasso perde patrocínio do Itaú por post homofóbico

Amanda Nunes Brückner | 06/07/2018 | 1:30 AM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


O global Bruno Gagliasso, que adora usar as redes sociais para bancar o mocinho a apontar os defeitos alheios, está pagando por atitudes cometidas no ano de 2009, quando fez comentários homofóbicos e machistas nas redes sociais.

Depois que a prefeitura do Rio de Janeiro vetou (comunicado abaixo) seu nome numa campanha contra a homofobia, agora foi a vez do banco Itaú.

“A Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual ( CEDS Rio), vem a público esclarecer que à campanha contra LGBTfobia que circula na internet, na qual o garoto-propaganda é a ator Bruno Gagliasso, foi produzida pela gestão anterior. O ator está sendo acusado de homofobia e lesbofobia por mensagens postadas no Twitter.”

A POLÊMICA

Na última semana, o youtuber Júlio Cocielo publicou (no Twitter)  uma frase dizendo que o jogador francês Mbappé, que é negro, faria “uns arrastão top na praia” .

Cocielo perdeu quase todos os patrocinadores pela frase infeliz e racista.

Bruno Gagliasso não perdeu tempo e atacou o youtuber nas redes sociais:

“Você tem noção do que são 11 milhões e 200 mil pessoas? (número de seguidores de Cocielo). É a população inteira da Bélgica. É um milhão a mais do que a população de Portugal. São 143 Maracanãs lotados. São todas as pessoas que ainda estão apoiando diretamente um influencer assumidamente racista”, disparou Bruno.

Acontece que o ator global tem ‘telhado de vidro’ e os internautas acabaram encontrando publicações polêmicas dele no passado.

Em 2009, ele ridicularizou homossexuais, chamando-os de “viados” e fazendo piadinhas homofóbicas.

Em uma dessas postagens, ele declarou:

“Papai noel é boiola pq vive com o saco na mão anda com um monte de viado e sempre aparece na noite de dia 24” . 



 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.