Caneta Montblanc x Fuzil: Parem de cutucar onça com vara curta

Amanda Nunes Brückner | 15/06/2020 | 5:08 AM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


EXPECTATIVA X REALIDADE

Poucos hoje em dia têm a coragem de dizer o óbvio.

Vivemos tempos de permanente medo e insegurança sobre o que pode ser pensado ou falado.

E esse temor alcançou até os portadores da imunidade de fala.

Percebo que muitos de meus colegas já deixam de expressar o que pensam pelo medo de serem mal interpretados, ou vistos como “radicais” ou até sofrerem sanções.

Como sou uma pessoa bem resolvida e responsável pelo que penso e digo, não tenho porque me privar de expor algumas verdades necessárias.

Elas são fundamentais para refrescar a memória dos “iluminados” da nossa república.

Gente que parece ter perdido a noção de como o mundo real funciona. De como as relações de poder se constituem de fato.

Aquela velha máxima de que você sempre será temido, respeitado ou obedecido pelo mau que pode causar, é absolutamente verdadeira.

Pessoas normais, libertas de utopias e ilusionismos mentais, sabem que é assim que as coisas funcionam desde que o mundo é mundo.

Quando um Ministro da Suprema Corte resolve pegar a sua caneta Montblanc e declarar que as forças armadas não constituem um poder moderador de um país, é como se uma criança de dez anos se dirigisse aos seus pais pra lhes destituir de toda e qualquer autoridade.

Não é nem necessário entrar no mérito do que foi esta aberração jurídica do Ministro Fux.

Aqui, quero apenas lembrar ao ilustríssimo membro do STF, que a sua caneta, quando utilizada na ilegalidade, jamais será obedecida pelos donos do fuzil (Forças Armadas).

E o excelentíssimo Ministro, NADA poderá fazer, pois caneta simplesmente, não atira.

É importante lembrar também a todos os que evocam o tão falado “Estado Democrático de Direito” de que ele só se mantem de pé justamente porque os “donos do fuzil” são sensíveis a necessidade do equilíbrio institucional.

Mas a partir do momento que uma turma de espertinhos começa a sabotar a estabilidade da república, algo que já vem sendo feito todos os dias, cabe a eles fazerem valer o que é certo, porque ao contrário da caneta, o fuzil atira.

E nesse confronto, não existe dúvida de qual será o lado que irá reordenar a bagunça.

Mais uma vez, parem de cutucar onça com vara curta.

Se não for pelo amor, será pela dor.


(Deputado Federal Marcio Labre)

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.