Bolsonaro passou uma rasteira em toda a mídia marrom

Amanda Nunes Brückner | 08/03/2019 | 12:00 AM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Deixando o ‘puxa-saquismo’ de lado, Bolsonaro nos deu uma aula de civismo …

A postagem (feita no twitter) sobre a selvageria cometida em via pública por três marmanjos foi genial.

Ahhh … mas isso “prejudica o turismo” … conversa fiada!

Há décadas, estrangeiros sempre procuram o Brasil para tomar caipirinhas, comer feijoada e fazer turismo sexual durante o carnaval … isso não é novidade para ninguém.

Bolsonaro apenas colocou o dedo na ferida e expôs o que nenhum outro governante teve coragem de expor.

O vídeo teve repercussão internacional? Teve sim, mas foi devido ao uso de uma hashtag em inglês.

Pela primeira vez na história deste país, vimos a guerra cultural ser combatida pela chefia do executivo.

Chega de tapar o sol com a peneira!

A esquerda brasileira promoveu oficina de siririca, simpósio sobre sexo anal em universidades federais, “espetáculo” macaquinhos (apresentado no SESC), onde homens colocavam o dedo nos ‘tobas’ alheios, o peladão do Museu com as crianças, os crucifixos colocados nos ânus por grupos feministas, a peça de teatro do Jesus travesti, a atriz da Globo fazendo xixi em via pública para protestar contra Bolsonaro, o homem negro nu que ralava a imagem de Nossa Senhora e depois se banhava com o pó, enfim, foram anos e anos de provocações sexuais, aplaudidas pela mídia e enfiado goela abaixo dos brasileiros.

Agora a mídia está chocada e falando em impeachment?

Vão se catar, bando de depravados!

Em um único tweet, Bolsonaro expôs toda a hipocrisia adversária e fez com que eles negassem, veementemente, os próprios discursos.

Anos de narrativas deturpadas caíram por terra, refutados por seus próprios defensores.

Bolsonaro foi mais inteligente (em termos publicitários) e passou uma rasteira em toda a mídia marrom.

1 único tuíte do presidente vale mais que 50 matérias publicadas diariamente nos principais jornais.


(Aline Sanches com texto adaptado de Felipe Fiamenghi)

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.