China está manipulando dados, escondendo mortes e impedindo funerárias de divulgarem informações

Guilherme Santiago | 28/03/2020 | 11:28 AM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


O regime genocida de Xi Jinping

Entregas massivas de urnas em Wuhan aumentaram o ceticismo dos relatórios de coronavírus da China.

À medida que famílias começaram as cinzas cremadas daqueles que morreram com o vírus nesta semana, começaram a circular fotos nas mídias sociais e nos meios de comunicação locais, mostrando um grande número de urnas nas funerárias de Wuhan.

A China registrou 3.299 mortes relacionadas ao coronavírus, sendo a maioria em Wuhan, o epicentro da pandemia global.

Mas somente 1 funerária recebeu duas remessas de 5.000 urnas ao longo de dois dias, informou a mídia chinesa Caixin.

Não está claro quantas urnas foram usadas.

Trabalhadores de várias casas funerárias se recusaram a fornecer detalhes à Bloomberg sobre quantas urnas estavam esperando para serem coletadas, dizendo que elas não sabiam ou não estavam autorizadas a compartilhar o número.

As fotos surgiram depois que Estados Unidos e Itália notificaram significativamente mais casos que que a China.

A Itália registrou três vezes mais mortes que o país comunista.

Autoridades locais decidiram suspender o bloqueio de dois meses em Wuhan depois que o governo central comemorou uma suposta “vitória” contra o vírus no início do mês.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.