“Cloroquina poderá ser administrada em pacientes com sintomas leves”

04/04/2020

Não podemos esperar que os pacientes sejam entubados para depois tratá-los

(Marcelo Rocha Monteiro – procurador da república)

Sábado, 4 de abril, por volta de 11:00 da manhã.

A CNN exibiu hoje (04) uma reportagem importantíssima sobre os avanços no tratamento do Covid-19 da cloroquina (combinada com outras substâncias, em especial a azitromicina).

Destaque para o trabalho do grupo de pesquisa de Manaus, liderado por uma médica de São Paulo, Dra. Ludmila, que juntamente com outros 6 médicos se reuniu nessa semana com o presidente Bolsonaro, pedindo a liberação para uso em pacientes com sintomas ainda LEVES | grupo de risco (nos pacientes graves a cloroquina já está sendo usada, com bons resultados) mas que apresentem risco elevado de morte na evolução da doença (em razão de comorbidade, por exemplo).

A emissora adverte, com responsabilidade: nada de automedicação, pessoal!

*** Não se trata de ‘derrubar’ ou ‘não’ o ministro da Saúde … e sim de acelerar os procedimentos para que não tenhamos uma ‘penca’ de mortos por dia. ***


confira no vídeo:



https://www.diariodobrasil.org/a-cloroquina-nao-e-o-remedio-do-bolsonaro-nem-do-trump/