Comandante da Aeronáutica reage a ataques de senador

09/07/2021

Na última quarta-feira (7), Omar Aziz, presidente da CPI da Covid, disse que há “membros das Forças Armadas envolvidos com falcatruas no governo”.

Ao interpelar o depoente Roberto Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Aziz declarou:

“Você foi sargento da Aeronáutica, conhece o Coronel Guerra? Olha, vou dizer uma coisa, as Forças Armadas, os bons das Forças Armadas devem estar muito envergonhados de algumas pessoas que estão na mídia. Fazia muitos anos que o Brasil não via membros do lado podre das Forças Armadas envolvidos em falcatruas do governo. Minha fala, hoje, foi pontual. E reafirmo o que disse na CPI. Podem fazer (as Forças Armadas) 50 notas contra mim, só não me intimidem.”

O comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Junior (imagem acima), não deixou por menos e subiu o tom contra os ataques de Omar Aziz.

“Cada instituição do país tem a obrigação de se preocupar com a democracia e o respeito às instituições. E nós, instituição militar, não abriremos mão disso. Aquilo [CPI da Covid] lá é investigação? O povo tem de responder.

Mandando um recado direto para Omar Aziz, o tenente-brigadeiro afirmou:

“Nós não enviaremos 50 notas para ele. É apenas essa.”

Trocando em miúdos:

O Congresso (Câmara e Senado), com o aval explícito do STF, está provocando Jair Bolsonaro desde o início de seu mandato. Quando a situação explodir e o presidente perder a paciência, ninguém poderá reclamar.

 

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments