Comunista que matou idoso de 75 anos já ameaçou Frota, Moro e Bolsonaro

Edson Jorge Silveira | 17/05/2019 | 7:15 AM | COTIDIANO
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


No último dia 14, um senhor de 75 anos foi morto à facadas quando ia à farmácia comprar seus remédios.

O crime, que ocorreu no bairro Boca da Barra, em Rio das Ostras (RJ), foi cometido por um militante lgbt esquerdista e, segundo o próprio criminoso, filiado ao PT.

Não haverá matéria especial no Fantástico, não haverá dezenas de posts sincronizados com o mesmo título nas redes sociais, não haverá passeatas de repúdio à intolerância e nem artistas pedindo paz.

Não há nada nesse crime que os abutres esquerdistas da mídia possam aproveitar para promover seus interesses.

1. O crime foi cometido com uma faca, logo não poderão culpar as armas de fogo e pedir desarmamento.

2. O crime foi cometido por um militante lgbt, logo não poderão falar sobre a homofobia na sociedade.

3. A vítima não era negra, logo não poderão culpar o racismo.

4. O assassino é um militante de esquerda, logo não poderão alardear o grandioso perigo da “extrema-direita” intolerante.

5. O crime não foi cometido por policiais, logo não poderão culpar a opressão policial.

A vítima, Nery Onofre Rodrigues, era simplesmente um senhor de 75 anos que saiu de casa para comprar seus remédios.

Seu erro imperdoável foi ter uma opinião política diferente do militante de esquerda que o matou.

Para a grande mídia, sua morte não merece atenção. O idoso estava no lado errado. O lado que não importa.

O lado que é atacado e taxado de violento 24hs por dia pelo sistema de desinformação esquerdista.

O lado que é censurado, expulso de faculdades, cuspido nas ruas, empurrado embaixo de carros e esfaqueado até a morte.

Segundo a grande mídia, o lado atacado é o intolerante e o lado que ataca é a vítima.

Tudo dentro dos planos deles. Querem calar os conservadores pelo medo.

Ao taxar conservadores como racistas, homofóbicos, intolerantes, fascistas etc. O sistema esquerdista tem apenas um propósito: justificar a violência que irão usar para calar quem discorde da esquerda.


(texto de Frederico Rodrigues via Jornal da Cidade Online)



Jefferson Carvalhaes, de 26 anos, apontado como o autor do homicídio contra um idoso de 75 anos, na manhã da última terça-feira (14), em Rio das Ostras, já proferiu ameaças nas redes sociais contra o hoje deputado federal Alexandre Frota e o atual presidente da República Jair Bolsonaro, ambos do PSL.

Além deles, o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, também foi citado.

As ameaças foram feitas pelas redes sociais no ano de 2017.

Na época, Jefferson, que se declara “assexuado” e ativista político, chegou a afirmar que estupraria a esposa de Frota, mataria sua família e colocaria fogo em sua residência.

Alexandre Frota, na época ator fora do cenário político, gravou um vídeo exclusivo para o Notícias Macaé, pedindo que a população da região compartilhasse as ameaças a fim de que o autor fosse encontrado.

Após três dias de buscas, a Polícia Militar (PM), capturou Jefferson na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), próximo a ponte de Barra de São João, distrito de Casimiro de Abreu.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.