O ‘auxílio emergencial’ de Lula

Condenado recebe salário ‘gordo’ custeado com FUNDO PARTIDÁRIO

O Partido dos Trabalhadores está pagando um salário para o ex-presidente Lula.

O valor da remuneração não foi revelado pela direção da sigla, informou o jornalista Sergio Roxo, do jornal O Globo.

Além da remuneração, Lula ainda recebe R$ 6.000,00 como anistiado político por ter sido perseguido pela ditadura militar … isso sem contar no salário vitalício de ex-presidente com direito a funcionários, assessores, seguranças, dois motoristas e dois carros oficiais.

De agora em diante, o salário do ex-presidente será igual aos de outros dirigentes do PT.

Em 2019, as remunerações [dos tais dirigentes] chegavam a R$ 20 mil.

Quem paga a conta?

O PT, assim como outros partidos, se mantém com recursos do fundo partidário [dinheiro público].

Em 2020, a sigla recebeu algo em torno de R$ 100 milhões, perdendo só para o PSL, que abocanhou R$ 110 milhões.

Moral da história:

Mais uma vez, Lula está sendo bancado com o dinheiro dos impostos dos contribuintes!

Ex-presidentes custam R$ 4,2 milhões por ano ao país

(R7) O Brasil tem seis ex-presidentes desde a redemocratização que usufruem destas benesses: José Sarney, Fernando Collor de Melo, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Vana Rousseff e Michel Temer.

A conta dessas regalias chega ao bolso de todos. São mais de R$ 5 milhões debitados todos os anos.

A origem dos benefícios vem da Lei 7.474/1986, que trata das “medidas de segurança” aos chefes do Executivo brasileiro.

Ela foi alterada e ampliada duas vezes em 1994 e reestruturada por meio do Decreto nº 6.381, em fevereiro de 2008, pelo então presidente Lula.


 

publicidade