Coreia do Norte executa ministro da Educação: “Não realizou videochamadas suficientes”

10/04/2021

 “Escreveu, não leu, o pau comeu”

Kim Jong-un mandou executar um funcionário do alto escalão do governo norte-coreano depois que seu departamento não conseguiu realizar “videochamadas suficientes” para suprir a demanda.

O ministro da educação, que não teve o nome revelado, foi condenado à morte pelo governante déspota após uma investigação concluir que “o departamento não estava progredindo satisfatoriamente.”

Kim declarou que não estava sendo feito o suficiente para “implementar a Lei de Educação à Distância” de maneira satisfatória.

As investigações também incluíram outros membros do departamento que questionaram a falta de recursos fornecidos pelo estado.

Após a morte do ministro, uma nova comissão foi “reorganizada” sob o comando de Ri Guk Chol, presidente da Universidade Kim Il Sung, informou o portal The Mirror.

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments