“Coronavírus se espalhará pelos EUA”, admitem autoridades

Guilherme Santiago | 25/02/2020 | 6:15 PM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Dra. Nancy Messonnier – Diretora do Centro Nacional de Imunização e Doenças Respiratórias (NCIRD)

O CDC, orgão público dos Estados Unidos para pesquisa, estatística, controle e prevenção de doenças, declarou hoje (25) que o coronavírus (COVID-19) se espalhará por todo o país e que as famílias devem se preparar para uma perda de renda e mudanças na vida diária:

“Não se trata de saber se o coronavírus se espalhará pelos Estados Unidos, mas quando e quantas pessoas serão infectadas por essa doença”, disse Nancy Messonnier, diretora do Centro Nacional de Imunização e Doenças Respiratórias, através de uma teleconferência.

Os últimos números oficiais apontam que existem 53 casos confirmados de coronavírus COVID-19 nos Estados Unidos, dos quais 36 correspondem a passageiros do navio Diamond Princess que estava ancorado no Japão e foi repatriado na semana passada.

Na China, epicentro da doença, já foram confirmados mais de 77.000 casos com 2.600 mortes, enquanto o número de infecções e mortes continua a crescer em outros países, como Coréia do Sul, Irã e Itália.

Os mais de 80.000 casos em todo o mundo levaram a Organização Mundial da Saúde (OMS) a alertar os países para que se preparem para uma possível pandemia.

Coronavírus se expande rapidamente

O CDC informou que a doença está se expandindo e evoluindo rapidamente, por isso é inevitável que o vírus se espalhe por todo o país.

Além disso, recomendaram que a população faça planos porque a disseminação previsível do vírus COVID-19 pelo país significa uma perturbação significativa da rotina diária devido, por exemplo, ao fechamento de escolas e jardins de infância.

Nancy Messonnier explicou aos jornalistas que ela mesma se reuniu, nesta manhã, com sua família para conversar sobre medidas de prevenção.

Para tentar aliviar essa situação, o Centro Médico da Universidade de Nebraska (UNMC), em Omaha, iniciou um ensaio clínico para avaliar a segurança e eficácia de um antiviral em adultos hospitalizados após o diagnóstico de COVID-19.

O primeiro paciente deste primeiro ensaio clínico nos Estados Unidos é um repatriado que estava em quarentena no cruzeiro Diamond Princess e se ofereceu para participar do estudo.

Do total de casos de coronavírus nos EUA, além dos 36 que estavam a bordo do Diamond Princess, outros 3 também foram repatriados, mas neste caso da província chinesa de Wuhan, epicentro da epidemia.

Os 14 casos restantes correspondem a pessoas diagnosticadas em solo americano, 8 dos quais identificados na Califórnia, 2 em Illinois … Massachusetts, Arizona, Wisconsin e o estado de Washington têm um caso cada.


fonte: (Televisa)

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.