Covid: EUA fecham acordo bilionário com farmacêutica e medicamento de R$ 7 mil será distribuído gratuitamente

O governo dos Estados Unidos pagará cerca de US $ 1,19 bilhão para a farmacêutica Eli Lilly para adquirir 1 milhão de doses de seu medicamento experimental contra a COVID-19 , um fármaco semelhante ao que o presidente Donald Trump recebeu.

A Eli Lilly começará entregando 300.000 doses do tratamento e receberá US $ 375 milhões.

Após esse período, o governo terá a opção de comprar 650.000 frascos pelo valor de 81,5 milhões de dólares, disse o Departamento de Saúde e Serviços Humanos em comunicado.

O preço por dose é de US $ 1.250 de acordo com o contrato, mas os frascos comprados pelo governo serão entregues gratuitamente aos americanos.

Os Estados Unidos também assinaram acordos com a AstraZeneca e Regeneron Pharmaceuticals para acessar suas terapias de anticorpos, no âmbito de um programa governamental denominado Operação “Warp Speed”.

O acordo com a Regeneron inclui o custo de fabricação, enquanto o acordo com a britânica AstraZeneca acrescenta fundos para o desenvolvimento da terapia.

Embora as vacinas sejam vistas como a chave para acabar com a pandemia , os governos estão cada vez mais interessados ​​em outros tratamentos eficazes para desacelerar a disseminação do vírus e impulsionar a recuperação da economia.

No início deste mês, a Eli Lilly apresentou um pedido à Food and Drug Administration (FDA) para autorizar o uso de emergência de seu tratamento, alegando ter como objetivo aliviar os sintomas moderados em pacientes com COVID-19 .

A droga sofreu um revés recentemente, quando estudos indicaram que ela não mostrou nenhum benefício significativo em pacientes já hospitalizados.

A terapia de Lilly é semelhante ao medicamento Regeneron que foi administrado ao Presidente Trump para ajudá-lo a se recuperar do COVID-19.

(Com informações da Reuters)

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com