Criadora de grupo contra Bolsonaro se considera uma ‘anarquista’

Amanda Nunes Brückner | 29/09/2018 | 12:00 AM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


(Amanda Nunes para o Diário do Brasil)

Ludimilla Teixeira, de 36 anos, é a criadora do grupo Mulheres Unidas Contra Bolsonaro

Antes de mais nada, gostaríamos de deixar registrado que somos contra toda e qualquer tipo de agressão, seja pessoal ou virtual.

Quem é a moça que criou o grupo que conseguiu reunir mais de 3,8 milhões de mulheres contra Bolsonaro?

Ludmilla, segundo matéria do Estadão, é uma funcionária pública baiana que se autodeclara “anarquista”.

Ela credita a força do movimento às 110 administradoras do grupo – que passam 24 horas por dia respondendo as milhares de mensagens das integrantes do grupo.

“Só acendi o fósforo para explodir o barril de pólvora da indignação coletiva feminina declarou a baiana.

Ameaças por telefone e através das redes sociais são constantes […] a jovem narra que não sai mais sozinha à noite e usa seguranças […] ela é solteira e mora numa casa com dois gatos e um cachorro.

Segue aqui um conselho para os apoiadores de Jair Bolsonaro:

Deixem a moça em paz … ela tem todo o direito de montar sua bolha ideológica, afinal de contas é pra isso que servem as redes sociais .. para formar bolhas!

Lembrem-se que a própria Ludmilla se considera uma anarquista … o que podemos esperar de um (a) anarquista?


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.