Curtindo a vida adoidado: Após desestabilizarem o mundo, chineses caem na gandaia

Será que eles estão escondendo a cura?

Os farristas estão voltando aos clubes de Wuhan em meio a relatos de que o antigo epicentro da pandemia não registra um caso transmissão local de coronavírus desde maio.

Fotos tiradas na última sexta-feira, 18 de setembro, mostram cidadãos espremidos em uma pista de dança de uma discoteca na capital de Hubei.

A grande maioria não usa máscara, apesar de a maioria dos clubes chineses terem afixado cartazes com alertas de contágio.

Wuhan foi considerada livre do vírus chinês após o governo comunista declarar que cerca de 10 milhões de pessoas foram testadas.

Oficialmente, a cidade não registra nenhum caso há quatro meses.

Empresas, fábricas, restaurantes, cinemas e salas de karaokê também reabriram, informou a Bloomberg .

Para evitar uma segunda onda, a China implementou um sistema de rastreamento de contatos que exige que os cidadãos apresentem uma espécie de ‘identidade de saúde’ antes de entrar em um local com aglomeração.



publicidade