“Decisão de Toffoli transforma o país em paraíso para o dinheiro sujo” diz procurador

Amanda Nunes Brückner | 17/07/2019 | 10:31 AM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Helio Telho, procurador da República em Goiás, usou o twitter para falar sobre a recente decisão do ministro Dias Toffoli, que suspendeu todos os processos judiciais que tramitam no País que tiveram compartilhamento de dados da Receita Federal, do Coaf e do Banco Central sem prévia autorização judicial.

O procurador disse que o “PCC deve estar comemorando a decisão de Toffoli”.

Ele ainda informou que:

“O COAF identificou movimentação de R$63 milhões, de novembro de 2005 a julho de 2007, 686 contas bancárias pertencentes a 748 pessoas e empresas ligadas ao PCC” 

“A decisão de Toffoli põe em cheque a própria existência do COAF e a razão de ter sido criado, além de fragilizar a posição do Brasil no cenário internacional, inclusive perante a OCDE, pois transforma o país em em paraíso para o dinheiro sujo”, afirma.



compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.