Deputada do PT que pediu prisão de Queiroz é acusada de desviar salário de assessora

Patrícia Moraes Carvalho | 31/05/2019 | 12:05 AM | POLÍTICA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Kokay (esquerda)

Parlamentar faz parte da ‘bancada da chupeta’ (junto com Gleisi Hoffmann, Maria do Rosário & cia) e adora apontar o dedo para as ‘denúncias alheias’ … pelo twitter (imagens abaixo), ela pediu a a prisão de integrantes da família Bolsonaro.

A Justiça do DF acatou uma denúncia contra a deputada petista Erika Kokay e a tornou ré.

Ela é acusada de desviar o salário de uma assessora que trabalhou em seu gabinete entre os anos de 2006 a 2007.

A PGR alega que a deputada apropriou-se indevidamente de parte do salário da funcionária.

Cerca de R$ 14,9 mil teriam sido repassados para contas bancárias de Erika e de seu (na época) chefe de gabinete.

Devido ao foro privilegiado, o caso tramitava no STF, porém o ministro Marco Aurélio Mello remeteu o processo à Justiça do DF.


imagem acima►processo na Vara Criminal do DF



compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.