Dinamarca: População protesta contra ‘uso da polícia para vacinação obrigatória ‘

Lei previa o uso da força policial para obrigar pessoas a serem vacinadas

Uma lei dinamarquesa, que permitia que as autoridades de saúde injetassem à força a vacina contra o Covid-19 na população, foi ‘cancelada’ após mais de uma semana de protestos públicos.

O projeto, chamado de lei de epidemias, causou revolta na população.

A nova lei concedia ao governo poderes para decretar medidas de quarentenas obrigatórias e outras medidas de restrição para supostamente combater a pandemia do Covid-19.

No projeto totalitário, o termo coerção foi citado 92 vezes, em diferentes contextos, além de referir-se 84 vezes a poderes especiais do Estado para o suposto combate à pandemia.

Com a ajuda da polícia, a lei de epidemias teria permitido a vacinação forçada de pessoas de grupos definidos que se recusassem a tomar a vacina, bem como exames médicos forçados e detenção em centros de isolamento.

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com