É como se alguém quisesse ‘filtrar’ a humanidade

31/03/2020


Vírus nazista?

(Patrícia Carvalho – Diário do Brasil)

Antes da China exportar esse maldito vírus, parece (creio eu) que ninguém tinha medo de outras ‘gripes’.

Pessoas com problemas cardíacos tomavam seus remédios, cuidavam de sua alimentação, faziam suas caminhadas, enfim, a morte não era algo tão palpável.

O mesmo acontecia com diabéticos, pessoas com problemas renais, hipertensos, idosos (a expectativa de vida no país até subiu consideravelmente), pessoas com bronquite, asma … muitas pessoas com câncer jamais desistiam de lutar contra a doença.

De repente, a China presenteia o mundo com uma bomba e uma boa parte daqueles que possuem enfermidades agora estão condenados à morte … é como se não tivesse mais lugar no mundo para as pessoas doentes.

É como se alguém quisesse ‘filtrar’ a humanidade … ou seja, algo parecido com o que fez aquele cidadão alemão nos anos 40.

Espera aí !!! Doentes não merecem viver mais um pouquinho?

Quer dizer que, depois dos 60, todo cidadão está condenado?

De que adiantou todo o avanço da medicina?

De que adiantaram todas as pesquisas feitas por universidades para prolongar a vida?

De que adiantou a evolução dos laboratórios farmacêuticos?

Sinceramente, não consigo encaixar as peças!