É pra isso que eu votei nele! Bolsonaro manda jornalista do Estadão ‘caçar serviço’


Há alguns dias, a jornalista Vera Magalhães acusou o presidente Bolsonaro de divulgar um vídeo chamando o povo brasileiro para ir às ruas.

A jornalista foi desmascarada … Bolsonaro não insuflou qualquer tipo de manifestação.

Pois bem … eis que a nobre senhora do Estadão ataca novamente.

Através do twitter, Cagalhães divulgou uma imagem (acima) de um suposto ato de rua marcado para o dia 31 de março, comemorando os 56 anos em que o Exército assumia o controle da Nação.

“Agora que fez uma fala conciliatória, cabe ao presidente desmobilizar esse ato golpista no aniversário do golpe. Ou então as instituições não confiarão nesse convite que ele fez ao diálogo”, publicou Vera.

Bolsonaro não pensou duas vezes e retrucou a jornalista:

“Vá procurar o que fazer, senhora”

Vale destacar que não há qualquer ato pró-governo ou até mesmo pró-exército marcado para a tal data … o país está vive uma fase pré-epidemia de coronavírus.

E mais ainda … qualquer internauta (até mesmo um esquerdista) poderia ter ‘fabricado’ uma arte marcando o tal ato.

A mídia patética quer responsabilizar Bolsonaro por postagens aleatórias feitas nas redes sociais.

Quer saber?

“Vá procurar o que fazer, senhora”



 

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com