Em depoimento, ex-diretor-geral da PF isenta Bolsonaro

11/05/2020

O delegado Maurício Valeixo, ex-diretor-geral da Polícia Federal, em seu depoimento prestado hoje (11) isentou o presidente Jair Bolsonaro de qualquer tentativa de interferência na instituição.

Questionado sobre o que ele (Valeixo) considera interferência política na Polícia Federal, o delegado explicou que é quando existe uma “indicação com interesse específico numa investigação específica”.

Mas que, sob seu ponto de vista, isso nunca aconteceu:

O presidente nunca tratou diretamente sobre a troca de superintendentes, nem nunca lhe pediu relatórios de inteligência ou informações sobre investigações ou inquéritos policiais”, sustentou Valeixo.