‘Especialistas’ estão intrigados com redução repentina de coronavírus na Índia

Edson Jorge Silveira | 16/02/2021 | 8:52 AM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

(notícia publicada hoje,16, no portal Sky News, do Reino Unido)

Cientistas estão confusos com a queda na taxa de infecções por coronavírus na Índia, particularmente porque o país estava a ponto de de tornar o maior território mundial com número de vítimas do vírus ‘oriental’.

Quase 100.000 infecções foram relatadas a cada dia durante o pico da Índia , mas isso sofreu uma queda inexplicável desde setembro para cerca de 11.000 por dia.

Números oficiais de novembro também mostraram que os leitos de cuidados intensivos (U.T.I. com respiradores) de Nova Delhi tinham uma taxa de ocupação de 90%.

Na última quinta-feira, a taxa caiu para 16%.

O governo indiano sugeriu que o uso obrigatório de máscara em público pode ter ajudado, especialmente devido às pesadas multas para os cidadãos que violam as leis sanitárias.

Os ‘especialistas’

Especialistas dizem que a redução nas taxas de transmissão/mortes não pode ser atribuída apenas às máscaras, já que o número de casos em declínio parece ser uniforme em todo o país.

“Se não soubermos o motivo, podemos estar inconscientemente fazendo coisas que poderão nos levar a um surto”, disse o Dr. Shahid Jameel, especialista em vírus da Universidade Ashoka, Índia.

Vineeta Bal, que estuda o sistema imunológico no Instituto Nacional de Imunologia da Índia, disse que algumas grandes áreas podem ter atingido a imunidade coletiva, embora a população como um todo permaneça vulnerável, especialmente em face de novas variantes.

Uma triagem de anticorpos em todo o país por agências nacionais de saúde descobriu que um em cada cinco indianos (20%) havia contraído o vírus antes do início da vacinação – uma taxa bem abaixo dos 70% estimados necessários para a imunidade coletiva.

A Índia registrou mais de 10,9 milhões de casos e 155.813 mortes desde o início da pandemia, de acordo com a Universidade Johns Hopkins, mas tem a segunda maior população do mundo, com mais de 1,3 bilhão de residentes.

Leia também:

Índia, que investiu em medicamento ‘não aprovado pela ciência’, tem um dos menores índices de mortes do mundo

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.