Ex-executiva da Big Farma encontrada morta: “Se algo acontecer comigo, é um crime e você sabe quem e por quê”

29/12/2020

Quem foi Brandy Vaughan?

(encontrada morta – aos 45 anos – no dia 07/12/2020)

Vaughan, uma ex-executiva de vendas da empresa farmacêutica Merck, descreveu a si mesma como uma “ex-integrante da indústria farmacêutica em uma missão para criar um mundo mais saudável, educando sobre os riscos reais dos medicamentos e vacinas”.

Ela fundou o Learn the Risk (Organização sem fins lucrativos) em resposta a uma lei de vacinação obrigatória.

Quando trabalhava na indústria farmacêutica, Brandy vendeu Vioxx, um analgésico que dobrou o risco de derrame e ataques cardíacos, de acordo com sua biografia do Learn the Risk.

O analgésico foi posteriormente retirado do mercado.

“Com essa experiência, percebi que só porque algo está no mercado não significa que seja seguro”, disse Brandy.

“Muito do que a indústria da saúde nos diz simplesmente não é a verdade.”

Ela passou oito anos morando na Europa, onde viu como os cuidados com a saúde são feitos de maneira muito diferente dos Estados Unidos.

“Ao voltar para os Estados Unidos, com um filho sem vacina, ela foi intimidada no consultório de um pediatra quando fez perguntas que todos os pais deveriam fazer, como: Quais são os ingredientes dessas vacinas?”

“Como é que as crianças em outros países são mais saudáveis, mas recebem muito menos vacinas?”

Vale ressaltar que Brandy Vaughan não era anti-vacina (como dizem alguns sites maldosos) e sim uma defensora da segurança das vacinas.

Como ela morreu?

Não foi revelado quando ou como ela morreu.

“Uma boa amiga, guerreira incrível e mãe amorosa, Brandy Vaughan, do Learn The Risk, passou” , anunciou uma página do GoFundMe .

O site Health Nut News informou que Vaughan foi encontrada morta por seu filho de nove anos.

Os tributos apareceram rapidamente, com pessoas agradecendo por “lutar na dura batalha contra a grande indústria farmacêutica!”

Outra mulher escreveu: “Uma verdadeira heroína, inspirando-me a aprender mais e ser mais corajosa. O tempo que tive de aprender com ela e conversar com ela teve um impacto duradouro. Seu legado viverá indefinidamente. Que ela receba justiça. ”

Brandy Vaughan morreu de causas naturais, diz a polícia

Logo após a notícia, alguns membros da comunidade antivax começaram a especular sobre a causa da morte de Vaughan.

Um artigo no Medium , por exemplo, alegou sem evidências que Vaughan havia sido “assassinada pela Big Pharma”.

Outros apontaram para uma postagem no Facebook que Vaughan havia escrito em 2019, na qual ela afirmava que “jogo sujo” seria a única possibilidade se ela morresse em uma idade relativamente jovem.

Aqui está um trecho da postagem de dezembro de 2019 de Vaughan:

“Se algo acontecesse comigo, seria um crime e você sabe exatamente quem e por quê – dado meu trabalho e missão nesta vida. Eu também NÃO sou propenso a acidentes. E eu obtive a melhor avaliação de saúde possível quando passei por uma bateria de exames médicos há alguns anos para minha apólice de seguro de vida.”

“Quando descobri que a Merck havia falsificado os dados de segurança e o Vioxx, na verdade, tinha o dobro de ataques cardíacos e derrames [para] pessoas que o tomavam, realmente me fez perceber que havia muita corrupção nos bastidores”, disse Vaughan. “Só porque uma vacina está no mercado, não significa que seja segura.”

“Quanto mais me aprofundava nisso, percebia que as vacinas não são para a saúde pública. É realmente sobre o lucro da empresa farmacêutica. Basicamente, é jogar roleta russa com nossos filhos”, continuou Vaughan. “Fiquei muito motivada para entrar mais nessa luta quando percebi os projetos de lei de vacinação obrigatória que estavam varrendo o país.”

“Tenho uma grande missão nesta vida. Mesmo quando eles tornam tudo muito difícil e assustador, eu nunca tiraria minha própria vida. Ponto final”, continuou Vaughan. “Em outras palavras, não tenho nada que possa me matar inesperada ou repentinamente”.


 

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments