Filhos de deputados com até 33 anos têm direito a plano de saúde

Guilherme Santiago | 04/07/2018 | 6:16 PM | GOVERNO
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em dezembro de 2016, a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados (Brasília) publicou um ato elevando para 33 anos o limite de idade de dependentes do Programa de Assistência à Saúde da Câmara dos Deputados (Pró-Saúde).

Antes da mudança, os dependentes do plano (filhos/as) com até 25 anos (que comprovassem que estudavam) tinham direito ao plano de saúde.

O novo Ato (nº 125) alterou a idade para 33 anos e tirou a exigência da comprovação de estudo.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara, disse que a permanência de filhos maiores de 25 anos é benéfica.

Ele explicou que o novo grupo não acarretará em ônus ao programa e a mensalidade será periodicamente reajustada.

Atualmente, a contribuição mensal de cada deputado e servidor é de R$ 322 (para a família inteira), com direito a planos ‘TOP’, acomodações de luxo e médicos de ponta.

O Pró-Saúde, que é o plano dos servidores da Câmara, explica que há uma coparticipação de 25% sobre o valor da despesa médica realizada.

Existe uma contribuição mensal ‘extra’ que varia de R$ 305, dos 21 aos 23 anos, a R$ 423, dos 29 aos 33 anos.

O deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR) fez um esclarecimento ao jornal Gazeta do Povo:

“A mensalidade adicional paga pelos titulares do Pró-Saúde por filho ou enteado com idade entre 21 e 33 anos, não-estudante, não é custeada com recursos públicos […]”


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.