EUA: Fraudes poderão desencadear uma espécie de ‘Lava-Jato’ das eleições

Em comunicado, a campanha de Trump denuncia irregularidades na Pensilvânia, Nevada e Georgia e aponta chances reais de vitória no Arizona.

Eles dizem que Georgia já se prepara para uma recontagem. Estados de Nevada e Pensilvânia, ao que parece, podem chegar na Suprema Corte.
Tal como em 2000, as eleições de 2020 devem ser decididas pela Suprema Corte americana. Isso não é novidade nos EUA. Em 2000 os americanos tiveram de esperar 37 dias para uma decisão final, algo parecido deve ocorrer neste ano.

No comunicado que cito acima, a campanha dá a entender que haverá uma judicialização severa na Pensilvânia e Nevada. Dá como certo Arizona (faz sentido) e anuncia uma inevitável recontagem na Georgia. É improvável, na minha opinião, que nada seja feito contra Wisconsin e Michigan.

O resultado quase final da eleição de Wisconsin dá uma vantagem muito pequena para o Biden com suspeitas de irregularidades, uma recontagem pode mudar o resultado. Michigan também acumulou relatos escabrosos, improvável que nada seja feito ali pelo corpo jurídico de Trump.

Essas eleições também me parecem um PRATO CHEIO para o DOJ.

Se o Departamento de Justiça não estiver entregado os pontos, o desencadeamento de uma espécie de ‘LAVA JATO’ das eleições de 2020 parece inevitável.


(Guilherme L. Campos)

Católico, Conservador, Correspondente Internacional, Observador Político e criador do ‘Direto da América’. Atualmente vive no estado da Pensilvânia, Estados Unidos.

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com