Fundão eleitoral daria para adquirir 800 mil respiradores. Equipamento foi desenvolvido em universidade federal

Patrícia Moraes Carvalho | 15/04/2020 | 8:31 AM | DESTAQUES DB
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Criado na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), o respirador pulmonar possui um custo de produção de R$ 400,00 … para se ter uma ideia, respiradores adquiridos no mercado custam [em média] algo em torno de R$ 15.000,00.

A licença do equipamento criado na UFPB foi liberada para produção por empresas.

De acordo com a Inova UFPB, para produzir e vender o respirador pulmonar, as empresas precisam ter autorização da Anvisa e o aparelho precisará passar por testes no Inmetro.

Em nota, Petrônio de Athayde Filho, diretor da Inova UFPB, avalia que, em face da urgência devido ao aumento de casos de Covid-19 no país, as tramitações burocráticas e testes poderão ser aceleradas.

O ventilador pulmonar foi desenvolvido em 48 horas e possui tecnologia touch-screen, sistema multibiométrico e conectividade wireless, permitindo acesso, monitoramento e operação remota através de dispositivos móveis como smartphones.

A montagem e programação do equipamento é rápida, sendo possível operá-lo em 60 segundos.

E agora o detalhe fundamental:  não se trata de um respirador de emergência e sim de um equipamento que poderá ser usado indefinidamente.

(fonte G1)


Conta rápida

Vamos pegar o custo [R$ 400,00] deste equipamento e agregar alguns valores como impostos, mão de obra, custos logísticos, custos com aprovações, lucro, enfim, vamos supor que o respirador chegue no mercado por R$ 2.500,00. (o que seria um valor bem acima do projetado)

Somente com o dinheiro do fundão eleitoral [R$ 2 bi], daria para adquirir 800.000 equipamentos desses.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.