Gilmar mudando de opinião em 3 … 2 … 1

Amanda Nunes Brückner | 13/06/2019 | 9:24 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Há exatos dois dias, o digníssimo (…sic…) ministro declarou que as mensagens vazadas no site The IntercePT poderiam, em tese, serem usadas eventualmente em juízo, mesmo que tenham sido obtidos de modo ilegal pelo site.

“Se amanhã alguém tiver sido alvo de uma condenação por assassinato e aí se descobrir por uma prova ilegal que ele não é o autor do crime, se diz que, em geral, essa prova é válida”, argumentou Mendes.

Quando á água bate no traseiro

Corre à boca miúda que diversos diálogos envolvendo ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) também podem ter sido alvos do hacker misterioso.

Bastou que essa informação circulasse pelos corredores dos Três Poderes para que o ministro mudasse de opinião rapidinho.

Tem ministro anti-Lava Jato exigindo “apuração severa” do “crime”.

Quer dizer então que agora é crime?

Quando a água bate na beirada da bun#$, a conversa é outra?



 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.