Globo omitiu detalhe crucial em reportagem sobre Flávio Bolsonaro

Amanda Nunes Brückner | 21/01/2019 | 7:00 PM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


A Globo usou seu programa de maior audiência na emissora (Jornal Nacional) para falar sobre o tal documento do COAF e fez um alarde em torno dos tais 48 depósitos (de 2 mil reais cada) feitos na conta do senador eleito Flávio Bolsonaro.

Usando um tom imprudente (leviano), a emissora dos Marinho tentou colocar a pecha de ‘corrupto’ no filho do presidente e deu com os burros n’água.

Na reportagem exibida no JN, o editorial fez questão de destacar que “todas as operações foram concentradas no autoatendimento” (imagem acima) da agência Itaú localizada na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Pois bem … sigamos adiante.

Fato1: Os depósitos foram feitos na agência da ALERJ … o que é mais que óbvio, afinal Flávio Bolsonaro era deputado da ALERJ.

Fato2: De acordo com as normas internas do banco itaú (imagem abaixo), depósitos realizados em terminais de  autoatendimento são limitados a R$ 2 mil por envelope e cada envelope pode conter no máximo 50 notas.

Matemática simples: R$ 96 mil (total dos depósitos) / R$ 2 mil (máximo por envelope) = 48 envelopes … o que não significa crime algum.

Cada banco possui uma norma específica … na Caixa Federal (por exemplo)  limite é de 30 cédulas por envelope … já no Banco do Brasil o limite por envelope é de R$ 5 mil (máximo de 50) cédulas por envelope e por aí vai.

O detalhe crucial

Mas faltou algo que a Globo não informou a seus espectadores (por uma simples questão de ma-fé) … de onde veio o dinheiro (os R$ 96 mil) ?

De algum desvio dos cofres públicos? NÃO

Do salário de funcionários do gabinete de Flávio? NÃO

De alguma ‘treta’ do Queiroz? NÃO

O dinheiro veio da venda de um apartamento de propriedade de Flávio.

Toda a transação foi confirmada pelo comprador do imóvel (leia aqui…), que declarou o seguinte:

“Paguei em dinheiro porque eu havia recebido em dinheiro pela venda de outro apartamento. Eu recebi aos poucos, fui pagando aos poucos, em dinheiro”

Flávio então juntou esses pagamentos e os depositou no Itaú. Simples assim!



leia também:

Testemunha confirma que comprou apto de Flávio Bolsonaro


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.