Itália: Coronavírus provoca 41 mortes em 24 horas

Guilherme Santiago | 06/03/2020 | 12:05 PM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
informação: Los Tiempos

A Itália registrou 41 mortes nas últimas 24 horas pelo novo coronavírus, fazendo com que o número total subisse para 148.

O número de pessoas infectadas chega a 3.296, com um aumento de 25%, disse Angelo Borrelli, diretor de Proteção Civil.

A Itália continua sendo o terceiro país mais afetado, depois da China e da Coréia do Sul.

Segundo as autoridades de saúde, em todas as regiões há casos de contágio, apesar de insistirem que, por enquanto, a situação nos centros de saúde e hospitais “não é crítica”.

Ao mesmo tempo, a Itália luta contra preconceitos em todo o mundo sobre seu papel como foco da epidemia.

O ministro das Relações Exteriores Luigi Di Maio atacou o canal de notícias CNN dos EUA por “distribuir um mapa mostrando a Itália como foco do surto de coronavírus” em todo o mundo.

“É uma visão distorcida da realidade”, disse Di Magio.

No infográfico publicado pela CNN, intitulado “Casos de coronavírus vinculados à Itália”, a península aparece em vermelho no centro, de onde 15 flechas vermelhas partem para os outros países com pessoas infectadas.

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, reconheceu ontem que não há testes “suficientes” de coronavírus para lidar com a crescente demanda pela expansão da doença, que já causou 11 mortes no país.

“Não temos testes suficientes para enfrentar a demanda daqui para frente”, disse Pence, que foi designado pelo presidente Donald Trump para liderar a crise do coronavírus no país.

O maior sindicato de enfermeiros dos EUA denunciou ontem a falta de preparação de muitos hospitais para enfrentar a epidemia.

O Covid-19, que começou na China, país com o maior número de infectados e mortos, já infectou cerca de 100.500 pessoas em todo o mundo e causou 3.410 mortes.

Na América Latina, até agora, também foram relatados casos no Equador, México, Brasil, República Dominicana e Argentina.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse na terça-feira passada que a América Latina deve aproveitar o fato de que é uma das regiões do mundo com um número muito limitado de casos de coronavírus para preparar uma “estratégia agressiva de contenção”.

CHILE ADICIONA SEU QUARTO CONTAGIO

Uma pessoa de 40 anos que entrou no Chile em 29 de fevereiro (vindo da Itália) é o quarto caso confirmado de coronavírus.

Este é o segundo caso registrado na Região Metropolitana, a mais populosa do Chile.

Os dois casos anteriores foram registrados na cidade de Talca (centro-sul) e correspondem a um casal que estava viajando pelo sudeste da Ásia em fevereiro.

MEDIDAS EXTREMAS BRASIL E EQUADOR

EFE

Os casos confirmados de coronavírus no Brasil aumentaram de quatro para nove, dois dos quais foram os primeiros a serem transmitidos localmente, de acordo com o relatório divulgado ontem pelo Ministério da Saúde.

Os primeiros casos de coronavírus transmitidos em território brasileiro foram registrados em São Paulo, em pessoas que tiveram contato com o primeiro paciente diagnosticado com a doença no país.

Requisitos do Equador

Enquanto isso, o governo equatoriano intensificou o controle nos terminais aéreos como resultado da disseminação do coronavírus e, na próxima terça-feira, também exigirá que passageiros do México, Espanha e Brasil enviem uma “Declaração de Saúde do Viajante”.

 


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.