Jovem de 14 anos é morto pela Guarda Bolivariana. Maduro declara que está em guerra

Guilherme Santiago | 02/05/2019 | 12:05 PM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um garoto de 14 anos, que participava dos protestos em Caracas, morreu após levar um tiro na cabeça disparado pela GNB (Guarda Nacional Bolivariana) … um policial foi detido.

Segundo a TV Venezuela, Yoifre Jesus Hernandez Vasquez morreu agora pouco na Clinica el Ávila, em Caracas, depois de ter sido baleado durante a manifestação dos opositores do regime, ontem, em Altamira.

O número de vítimas fatais subiu para 4 … já o número de feridos, decorrente dos confrontos de civis contra apoiadores de Maduro, ainda é incerto … estima-se algo entre 60 a 110.

Na noite de ontem (1º), vários partidos de oposição endossaram um manifesto pela transição democrática e declararam apoio a Juan Guaidó.

Logo após o ato, Maduro mandou seus capangas invadirem a sede desses partidos.

Mais cedo, dentro de um quartel militar, o ditador Nicolás Maduro declarou que está em guerra:

“ Sim … estamos em combate, moral máxima nessa luta para desarmar qualquer traidor, qualquer golpista. O império investe para dividir, debilitar e dizer que começou uma guerra civil na Venezuela. Creem que têm de intervir e debilitar a nação, destruir a pátria. Quantos mortos haveria se começasse uma guerra civil? Quando destruição e quantos anos duraria se nos invadissem?”




compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.