Políticos e jornalistas que tiveram contato com hackers estão ‘lascados’

Amanda Nunes Brückner | 24/07/2019 | 6:07 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Desde o início dos vazamentos das mensagens roubadas (hackeadas), o objetivo principal do ativista Glenn Verdevaldo era um só: MATAR A LAVA JATO E TIRAR LULA DA CADEIA.

Pois bem … só que o jogo virou.

Mais cedo, o juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, determinou a quebra do sigilo telefônico dos quatro suspeitos que foram detidos pela PF.

Dando sequência às investigações, Vallisney também pediu que as empresas Google, Apple, UOL/BOL e Microsoft forneçam informações sobre as comunicações feitas pelos supostos hackers que estão presos em Brasília.

“Oficiem-se às empresas Apple Computer Brasil Ltda, Google, Uol/Bol e Microsoft para que forneçam os dados cadastrais, os registros IP de acesso e Mac address dos últimos seis meses, além de todos os dados e arquivos em nuvem e armazenados referentes às contas de e-mail indicadas.”

Imagine só quanto email ‘cabeludo’ vai aparecer … políticos, jornalistas, advogados, enfim, todos que tiveram a inocência de se comunicar com esses suspeitos estão mais enrolados que ‘rabo de leitão’.

O réu confesso Walter Delgatti permitiu que agentes da PF acessassem todos os seus arquivos armazenados na nuvem.

Porque será que alguns deputados e senadores do PT, que são tão ativos nas redes sociais, estão quietos hoje?

Alguém aí arrisca um palpite ?

 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.