“Laboratório da China, financiado pelos EUA, fazia experiências com morcegos há anos” diz jornal britânico

Guilherme Santiago | 14/04/2020 | 10:27 AM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Uma investigação feita por jornalistas do periódico britânico Daily Mail revelou, no último domingo, que um laboratório de Wuhan, na China, onde se acredita que tenha iniciado a pandemia do vírus chinês, vinha realizando testes em morcegos ao longo dos últimos anos.

Os documentos que o Daily Mail teve acesso revelam que o instituto de virologia de Wuhan realizou experiências com coronavírus em morcegos capturados em Yunnam (a mais de 1600 km de distância de Wuhan), num projeto orçado em 3,7 milhões de dólares e financiado pelos Estados Unidos.

O Daily Mail também alega ter descoberto que cientistas do laboratório de virologia realizaram testes num projeto financiado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA, que continuam a licenciar o laboratório de Wuhan para receber dinheiro norte-americano em prol de novas investigações.

Os resultados dessa investigação foram publicados em novembro de 2017 e tinham como grande apontamento a “descoberta de um rico conjunto genético de coronavírus relacionado ao SARS”.

Apesar das várias investigações reveladas nos últimos meses, não existe uma conclusão científica que explique a origem da covid-19.

O Instituto de Virologia de Wuhan continua a ser um dos pontos chave das investigações … algumas evidências apontam que o vírus chinês pode ter ‘escapado’ do laboratório e atingido a  população local.

Ontem à noite, Anthony Bellotti, presidente do grupo americano White Coat Waste, condenou seu governo por gastar recursos com a China, dizendo:

“Animais infectados com vírus ou adoecidos e abusados ​​em laboratórios chineses podem ser vendidos para mercados de consumo depois que as experiências forem concluídas.”

O congressista dos EUA, Matt Gaetz, publicou:

“Estou enojado de saber que há anos o governo dos EUA tem financiado experimentos com animais perigosos e cruéis no Instituto Wuhan, que podem ter contribuído para a disseminação global do coronavírus e pesquisas em outros laboratórios na China que praticamente não têm supervisão das autoridades americanas.”

A Embaixada da China em Londres declarou ao Daily Mail que:

“‘Alegações precipitadas e imprudentes, como acusar a China de disseminar o vírus antes de qualquer conclusão científica, são irresponsáveis ​​e definitivamente prejudicarão a cooperação internacional neste momento crítico.”


(fonte: Daily Mail)

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.