Maduro se humilha e pede ‘arrego’ para Trump

Patrícia Moraes Carvalho | 18/01/2019 | 4:40 PM | DESTAQUES DB
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Maduro quer ter um diálogo “franco, direto e cara a cara com Trump”

O ditador da Venezuela sabe que sua queda é inevitável e tenta fazer um joguinho psicológico para angariar a ‘simpatia’ dos norte-americanos.

Em mensagem enviada a Donald Trump, Nicolás Maduro disse que sua gestão é composta por “gente com quem se pode falar e negociar”, registrou a Univisión.

“Sei que somos pessoas muito diferentes, somos países diferentes, mas estamos no mesmo hemisfério (…) cedo do que tarde, seremos forçados a conversar e nos entender. Não podemos construir um relacionamento com com cooperação e respeito?”, declarou Maduro para a TV americana Univisión.

“Gostaria que houvesse uma oportunidade para diálogos francos, diretos e cara a cara, para que você (Trump) veja que não somos aquilo que seus informantes dizem. Somos pessoas com quem você pode conversar, negociar e concordar”, advertiu Nicolás Maduro.

Há 3 dias, Trump disse que está considerando reconhecer o líder da oposição Juan Guaido como o presidente legítimo da Venezuela.

Guaido é presidente eleito da Assembléia Nacional venezuelana e recentemente invocou o Artigo 233, exigindo uma eleição livre e justa.

O conselheiro de segurança nacional John Bolton emitiu um comunicado informando que os EUA apoiaram “a corajosa decisão do presidente da Assembléia Nacional, Juan Guaido, de invocar proteções a constituição da Venezuela e declarar que Maduro não detém legitimamente a posse”. presidência do país. “

Mike Pence, vice-presidente dos Estados Unidos, também rejeitou o segundo mandato de Maduro, denunciando o presidente venezuelano como um “ditador sem direito legítimo ao poder”.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.