“Manter as pessoas assustadas e presas pelo maior tempo possível”

Amanda Nunes Brückner | 20/12/2020 | 11:53 AM | MIDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

(Rodrigo Miceli – escritor)

“Vacina não é alvará de soltura”

Ou seja, ao menos esta manchete admite: estamos todos PRESOS.

Mesmo vacinados, continuaremos PRESOS.

E isso, a “especialista” da matéria diz, por no mínimo mais DOIS ANOS!

Daí eu lhes pergunto: se continuaremos a fazer distanciamento social, se continuaremos usando máscaras, se continuaremos tendo que fechar comércios, empresas e indústrias em rodadas de Lockdown, se as próprias farmacêuticas não garantem eficácia de imunidade nem se responsabilizam por reações adversas, vale a pena gastar DEZENAS DE BILHÕES DE DÓLARES com isto?

Nada nessa estória faz sentido, a menos que estejam premeditadamente tentando destruir a Economia dos países através de falência privada e endividamento público.

Nota: O argumento é de que a vacina proporcionará uma proteção de no máximo 60%; ou seja, mesmo os vacinados ainda estarão potencialmente suscetíveis ao vírus.

Também se fala que os vacinados podem não adoecer, mas ainda assim continuarão sendo vetores de transmissão (ora, se o vacinado continua sendo vetor de transmissão assim como o não-vacinado, qual é o sentido da vacinação ser obrigatória?)

Enfim, os argumentos nem um pouco científicos e sequer racionais vão todos na mesma direção:

Manter as pessoas assustadas e presas pelo maior tempo possível

 

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.