Médico é suspenso das redes sociais por dizer que tratou centenas de pacientes com o ‘remédio proibido’

07/08/2020

O pneumologista cuiabano, Wagner Malheiros, DENUNCIA MÉDICOS QUE ESTÃO ”LEVANDO VANTAGENS” PARA FALAR MAL DA CLOROQUINA.

Ele tomou um ‘gancho’ de 30 dias (nas redes sociais) por recomendar o tratamento precoce com a medicação:

“Fui penalizado por dizer que a medicação funciona e salva vidas … durante um período de 4 meses, tratei de 400 a 500 pacientes e nenhum deles precisou ser internado, nenhum deles morreu”



Leia também: