Militar ‘acaba com a raça’ de jornalista global que atacou Bolsonaro

Amanda Nunes Brückner | 21/02/2020 | 5:15 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Há 3 dias, a nobre (…sic…) jornalista global tuitou a seguinte frase:

“Hoje estou com vergonha e raiva do que o presidente do meu país falou. Não é contra uma jornalista, uma mulher, é contra nós, mulheres.”

Na manhã de ontem, Cantanhêde conseguiu mais um feito histórico ao abrir a boca e vomitar novas asneiras contra o presidente Bolsonaro:

A hashtag #CalaABocaCatanhede ficou em primeiro lugar entre os assuntos mais comentados do Twitter.

O comentário de Cantanhêde foi sobre o atentado que o senador Cid ‘escavadeira’ Gomes (PDT-CE) cometeu contra policiais militares que estavam amotinados em um quartel.

Segundo ela, Bolsonaro está empoderando as polícias:

“Toda hora você vê que tem confronto policial, o presidente elogia a polícia e não dá uma palavra sobre as vítimas da polícia”.

Será que ela queria que Bolsonaro elogiasse bandidos?

Conhecido nas redes sociais, o soldado Renato Taroco (PM de Marília-SP) publicou um vídeo ‘acabando com a raça’ da jornalista.

Confira:


leia também:

Jornalista da Globo News sugere que Bolsonaro tem câncer e depois desmente

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.