Ministro japonês chama OMS de “Organização Chinesa de Saúde” e pede a cabeça de Tedros Adhanom

Guilherme Santiago | 31/03/2020 | 12:18 PM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O Japão não é um país de 1º mundo à toa …

Enquanto o mundo se curva para a China [obviamente porque eles possuem uma das maiores reservas de capital do mundo], o Japão subiu o tom com o país comunista.

Tarō Asō, vice-primeiro ministro japonês, criticou a OMS e disse que Taiwan se recuperou rapidamente do vírus chinês porque não está atendendo às demandas da Organização.

Conforme já tínhamos publicado anteriormente, autoridades de saúde de Taiwan tentaram alertar a OMS em [dezembro de 2019] de que o coronavírus poderia ser transmitido por contato humano a humano, mas a organização ignorou seus avisos, possivelmente devido ao seu relacionamento com a China, onde o vírus se originou.

Em declaração ao parlamento japonês, o vice-primeiro ministro enfatizou que a OMS deveria mudar seu nome para “Organização Chinesa de Saúde”.

De acordo com ele, mesmo excluído do organismo de saúde global, Taiwan se tornou líder mundial no combate ao vírus chinês.

O Japão lidera uma petição pela renúncia do Tedros Adhanom, diretor da OMS que já possui mais de 500.000 assinaturas.

“Se a OMS não tivesse insistido que a China não tinha epidemia de “pneumonia”, todos teriam tomado precauções.” declarou o ministro.

Taiwan, país com 27,8 milhões de pessoas, registrou 322 casos de infecção por coronavírus e apenas 5 mortes desde que a pandemia começou na China central, em dezembro de 2019.


 



 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.