Quem diria! Crusoé deixou de ser alvo e passou a ser ‘informante’ no inquérito 4828

Amanda Nunes Brückner | 23/06/2020 | 5:41 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em virtude do acesso de investigados aos autos do Inquérito 4828, com base na Súmula Vinculante 19, e diante de inúmeras publicações jornalísticas de trechos incompletos do inquérito, inclusive da manifestação da Procuradoria-Geral da República e da decisão judicial proferida nos autos, o ministro Alexandre de Moraes tornou pública a decisão proferida em 27 de maio de 2020.

DESPACHO

Em virtude do acesso de investigados aos autos, com base na SV 19 e diante de inúmeras publicações jornalísticas de trechos incompletos do inquérito, inclusive da manifestação da PGR e da decisão judicial proferidas nos autos do Inquérito 4828, que tramita nesta CORTE, torno
pública a decisão proferida em 27 de maio de 2020.
Cumpra-se.
Brasília, 22 de junho de 2020.

Ministro ALEXANDRE DE MORAES
Relator
documento assinado digitalmente


Vale destacar um trecho interessante da decisão:

Segundo reportagem investigativa da revista “Crusoé”, há uma rede articulada de influenciadores digitais catalizando a propagação de mensagens a simpatizantes de bandeiras comuns ao governo e a correntes de pensamento com matiz autoritária.


Cronologia curiosa dos fatos

1) Revista Crusoé/Antagonista publica reportagem sobre o ‘amigo do amigo do meu pai’ e sofre censura de Moraes.

2) A mídia inteira (esquerda e direita) apoia a Crusoé.

3) Moraes dá início ao famoso inquérito 4828 [inquérito das fake news] baseado numa reportagem investigativa de uma revista. Qual revista? A Crusoé.

4) A Crusoé/Antagonista, que outrora foi apoiada pela mídia de direita, começa a fazer papel de ‘informante’. (delação premiada???)

5) O delegado da PF que chefiou as investigações do inquérito 4828 era chefe da força-tarefa da Lava-Jato e atuou ao lado de Sérgio Moro, em Curitiba.

6) Sérgio Moro, ao deixar o governo, teve que depor para a PF e escolheu um delegado … qual delegado? SIM … o mesmo delegado citado no item 5.

7) Sérgio Moro começa a escrever para a Revista Crusoé.

Conclusão: As peças estão aí, mas ainda ‘não consigo montar’ o quebra-cabeças … ainda falta encaixar o Frota, a Joice e os partidos de esquerda, que (conforme já divulgado pela grande mídia) ajudaram a alimentar o inquérito.


Leia aqui íntegra da decisão do ministro Alexandre de Moraes.

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.