Moro indignado com magistrados que soltam presos indiscriminadamente

Amanda Nunes Brückner | 31/03/2020 | 8:51 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Um cidadão que estava encarcerado e obteve direito à prisão domiciliar na última semana, devido à epidemia do vírus chinês, foi flagrado [na cidade de São Leopoldo/RS] com 124 quilos de cocaína, 12 quilos de crack, seis fuzis 556, um fuzil 762, uma submetralhadora 9 mm e 5,5 mil cartuchos de fuzil.

A prisão foi informada por Sergio Moro, que alertou:

“Medidas de soltura de presos em situação de risco ou em circunstâncias específicas têm que ser muito bem avaliadas. Aqui não vai nenhuma crítica generalizada. Mas não pode soltar preso que tenha ligação com facção criminosa sob pena de colocar em risco a população e gerar uma crise de segurança pública”, afirmou.

Moro ainda destacou:

” … o coronavírus não justifica soltar os presos indiscriminadamente. Não há casos de infectados presos no Brasil e mesmo no exterior o nível de infecção foi modesto”

“Isso não é crítica à soltura em casos circunstanciados.Nem é crítica a medidas mais gerais e preventivas,como tratamento diferenciado aos presos no aberto ou semiaberto.Claro, se a dinâmica da pandemia alterar-se em relação ao sistema prisional, outras medidas podem ser tomadas.”

“Não podemos enfrentar junto com a epidemia do coronavírus uma crise na segurança pública. É preciso, com todo o respeito, que os magistrados examinem os casos individuais e limitem as solturas a necessidades demonstradas.”

 


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.