“Não acredito que o criminoso agiu sozinho. Teve até passagem falsa na Câmara”

24/09/2018

Bastante emocionado e magro, Bolsonaro deu sua primeira entrevista após ser vítima de uma tentativa de homicídio.

Conversando o jornalista Augusto Nunes, da Jovem Pan, o candidato disse que não acredita que Adélio (o criminoso) tenha agido sozinho:

“Ele não é tão inteligente assim porque em ato como aquele, a tendência é ser linchado […] ele foi para cumprir a missão com a certeza de que teria gente do lado dele”

Bolsonaro também declarou que o depoimento do delegado (da PF) que está acompanhando as investigações foi para ‘abafar o caso’:

“Lamento o que eu ouvi ele (o delegado falando), dá a entender que ele age (em parte) como uma defesa do criminoso”