Niterói aprova projeto do PSOL que obriga cidadãos a se vacinarem sob pena de multa e interrupção de cesta básica

Amanda Nunes Brückner | 06/02/2021 | 3:15 PM |

,

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Prefeito Axel Grael (PDT)

Dentre as penas previstas, além da multa, está a suspensão do pagamento de benefícios emergenciais feitos pela prefeitura a pessoas cadastradas nos programas Busca Ativa, Renda Básica Temporária, Auxílio Financeiro Temporário aos Microempreendedores e Cestas Básicas.

Alex Grael (PDT), prefeito de Niterói, sancionou, na última sexta-feira (05), a Lei Nº 3577 (aprovada pela Câmara de Vereadores) que torna obrigatória a vacinação contra a covid-19 na cidade.

Segundo o texto publicado no Diário Oficial do município, o morador que se recusar a receber o imunizante poderá ser multado por infração sanitária grave.

“As penalidades serão aplicáveis a partir do momento em que a vacina contra o vírus covid-19 se encontrar devidamente autorizada pelo órgão sanitário competente e disponibilizada de forma universal e gratuita, observadas as fases de vacinação para os grupos prioritários”, afirma trecho da lei.

Entendemos como dever coletivo fundamental a garantia da segurança sanitária de todos os cidadãos. Logo, para controlar a pandemia e diminuir o número de mortes e internações, é necessário que todos se vacinem o mais breve possível“, disse o vereador (e autor do projeto) Paulo Eduardo Gomes (Psol) ao jornal O Dia.

VEJA O QUE DIZ A LEI 3577/2021: LEI Nº 3577 DE 03 DE FEVEREIRO DE 2021

Art. 1º. Esta lei dispõe sobre penalidades aplicáveis ao cidadão residente no Município de Niterói que se recusar à vacinação contra o vírus COVID 19.

Parágrafo Único. A vacinação será considerada obrigatória, nos termos do artigo 7º, inciso I, alínea “c” da Lei 2564/2008 – Código Sanitário do Município de Niterói, e a recusa à vacinação será considerada infração sanitária grave.

Art. 2º As penalidades serão aplicáveis a partir do momento em que a vacina contra o vírus COVID 19 se encontrar devidamente autorizada pelo órgão sanitário competente e disponibilizada de forma universal e gratuita, observadas as fases de vacinação para os grupos prioritários.

Art. 3º. Aplica-se ao cidadão residente em Niterói que se recusar à vacinação contra o COVID 19 e, se assim definido pela autoridade sanitária competente, à sua manutenção periódica, as penalidades previstas no artigo 55, incisos I e II da Lei 2564/2008 – Código Sanitário do Município de Niterói (IMAGEM ABAIXO), sem prejuízo das demais penalidades cabíveis que poderão ser previstas também em Decreto Municipal, além de eventual responsabilização cível ou criminal.

Art. 4º. VETADO.

Parágrafo Único. VETADO.

Art. 5º Os beneficiários dos programas de emergenciais do Município de Niterói, respeitadas as fases de vacinação estabelecidas pelas autoridades sanitárias, deverão apresentar a carteira de vacinação comprovando a devida imunização, sob pena de ter seu benefício interrompido antes do prazo legal previsto.

§ 1º A interrupção do benefício emergencial prevista no caput poderá ser aplicada nos seguintes programas municipais:

I – Programa Busca Ativa, instituído pela Lei nº 3.485, de 09 de abril de 2020, modificada pela Lei nº 3.500, de 22 de maio de 2020, e, regulamentado pelo Decreto nº 13.557/2020, alterado pelos Decretos nº 13.609/2020 e nº 13.624/2020;

II – Renda Básica Temporária, instituída pela Lei nº 3.480, de 31 de março de 2020, alterada pela Lei nº 3.488, de 23 de abril de 2020, e, regulamentada pelo Decreto nº 3.541/2020, modificado pelos Decretos nº 13.575/2020 e nº 13.598/2020;

II – Cestas Básicas, instituída pela Lei nº 3.489, de 29 de abril de 2020, e regulamentada pelo Decreto nº 3.489/2020;

IV – Auxílio Financeiro Temporário aos Microempreendedores Individuais, instituído pela Lei nº 3.477, de 24 de março de 2020, regulamentado pelo Decreto nº 13.526/2020, e, prorrogado pela Lei nº 3.508, de 04 de junho de 2020;

V – VETADO. Parágrafo único. VETADO.

Art. 6º – VETADO.

Art. 7º. Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, podendo ser regulamentada, no que couber, pelo Poder Executivo.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

  • MAIS LIDAS

  • publicidade