Nocaute Técnico: Toffoli leva mais um ‘cruzado de direita’ do MPF

Amanda Nunes Brückner | 16/03/2019 | 2:34 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da maior Operação contra a corrupção já realizada neste país, obteve apoio de membros do alto escalão do Ministério Público Federal.

A decisão do presidente do STF – de instaurar inquérito para apurar manifestações de membros do Ministério Público, membros do Congresso Nacional e cidadãos em geral – ataca direitos previstos na CF.

Segundo Dallagnol, a decisão de Dias Toffoli impede o direito (protegido pela Constituição) de liberdade de expressão.

O documento, assinado pela ‘nata’ do MPF, destaca alguns pontos de extrema preocupação com relação seguintes aos fatos:

a) manifestações de membros do Ministério Público, membros do Congresso
Nacional e cidadãos em geral são protegidas pela liberdade de expressão e não podem ser investigadas como se constituíssem crime;

b) investigação de natureza criminal (imposta por Toffoli) não observa as diretrizes constitucionais e legais e a participação do Ministério Público é indispensável;

c) investigação contra membros do Ministério Público Federal não podem ser feitas em desacordo com a Constituição Federal e a Lei Complementar nº75/93.


(fonte: MPF – íntegra da NOTA)

 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.