Novo coronavirus: “Tiro inicial foi disparado no norte da Itália”

29/11/2020

“O novo coronavírus, que está se espalhando de maneira significativa em todo o mundo, não é originário da cidade chinesa de Wuhan, e sim da mutação de um vírus encontrado no norte da Itália” disse o virologista alemão Alexander Kekule, na última quinta-feira (26).

A cepa italiana é chamada de mutante “G”, explicou o Prof. Kekule no talk show do ZDF.

“É provável que seja mais contagiosa do que a variante encontrada em Wuhan, onde já foi o epicentro do surto de COVID-19 na China.”

Mais de 99 por cento dos casos COVID-19 podem ser rastreados geneticamente até a variante italiana, e mesmo os casos atuais na China são reimportados da Europa e do resto do mundo, informou a agência de notícias alemã Weser Courier citando o virologista.

Ele observou que, para uma pandemia global, o tiro inicial foi disparado no norte da Itália.

O especialista disse que a ‘ignorância’ da Itália quanto aos avisos da China e a falta de contra-medidas são os culpados, caso contrário, o vírus original poderia ter sido controlado.


Será?

Comentários: Patrícia Carvalho

Existem 3 análises com relação a essa narrativa:

1) O cientista está certo;

2) A China ameaçou esse cientista;

3) A China ‘comprou’ esse cientista.

Ahhh … e continuo repetindo:

“Não confio no Bill Gates”

 


 

 

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments