O antirrepublicano: Maia volta a fazer picuinha com Bolsonaro

Patrícia Moraes Carvalho | 28/03/2019 | 11:47 AM | POLÍTICA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

(Amanda Nunes Bruckner para o DB)

Na tarde de ontem (28), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que não está abalado pela prisão do sogro (Moreira Franco) e mandou uma indireta para o presidente Bolsonaro:

“Abalados estão os brasileiros que estão esperando desde 1º de janeiro que o governo comece a funcionar. São 12 milhões de desempregados, 15 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza e o presidente brincando de presidir o Brasil”, rebateu Maia.

Já na manhã de hoje (28), Maia voltou a fazer picuinha e declarou:

“Prometo que vou deixar o presidente começar a trabalhar. Daqui para a frente, não respondo mais a nenhuma gracinha, a nenhuma insinuação, porque a gente precisa que ele trabalhe.”

Conforme já dissemos em outras oportunidades, o atual presidente da Câmara não passa de um “‘arremedo de Eduardo Cunha.”

Maia é antirrepublicano, ardiloso e simulado … não é à toa que o projeto do fim do foro privilegiado (que já foi aprovado pelo senado e por uma Comissão especial da Câmara) está trancado em sua gaveta.

O presidente da Câmara tem interesses próprios e está se ‘lascando’ para o bom funcionamento das instituições.

Só uma dica …

Quando Michel Temer foi preso pela PF, Eduardo Cunha sorriu atrás das grades.

Cunha também mandou um recadinho para Rodrigo Maia:

“Tem um capítulo só seu na minha delação”

O que será que ele quis dizer com isso?


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.