O dia que Gleisi pediu ajuda para a AL JAZEERA, conhecida como ‘The Terrorist Propaganda Network’

Amanda Nunes Brückner | 19/04/2018 | 8:00 AM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

#Retrospectiva2018


Segundo a senadora, a Al Jazeera é um canal de TV comum

Não Gleisi Hoffmann, a Al Jazeera não é uma emissora ‘comum’ como as outras … conforme a sra. disse no senado


Cara senadora, não subestime a inteligência dos brasileiros. Não fazemos parte do seu bando de seguidores! Vossa senhoria não tem procuração para falar internacionalmente em nome do povo deste país, muito menos para denegrir as imagens do MPF, PF, Ministério Público e STF.


O apelido desta emissora no cenário mundial é ‘The Terrorist Propaganda Network’

Desde 1990, o Catar vem aparecendo nos cenários regional e internacional como um país que alimentou o desenvolvimento de movimentos islamistas.

O Catar (país sede da TV Al Jazira) é considerado um dos principais financiadores da Irmandade Muçulmana no Egito e em países vizinhos, em especial na Síria, Líbia e Tunísia.

O país abriga os dirigentes do 1º plano da Irmandade Muçulmana, confraria qualificada como “terrorista” pela Arábia Saudita e pelos Emirados Árabes Unidos.


o vídeo


Financiamento do terrorismo

O Catar é internacionalmente acusado de fazer ‘vista grossa’ na luta contra organizações “terroristas”.

Em 2010, uma nota diplomática americana qualificou o Catar como o “pior na região” no que se refere à cooperação para cortar o financiamento de grupos extremistas.

Vários políticos franceses acusaram o Catar de conivência com o atentado ocorrido em 2015, em Paris (contra a revista Charlie Hebdo).

Em 2016, novas suspeitas chegaram aos EUA quando um funcionário do alto escalão do governo afirmou que o Catar, assim como o Kuwait, “ainda carece da necessária vontade política e da capacidade para aplicar suas leis contra o financiamento de organizações terroristas”.

Al Jazeera

Fundada há mais de 20 anos pelo governo do Catar, a emissora Al Jazeera tem 80 escritórios em todo o mundo e emite notícias em vários idiomas.

Ela foi considerada o eco dos movimentos da Primavera Árabe.

Seus críticos consideram a sua linha editorial muito favorável aos islamistas e a veem como um instrumento a favor da diplomacia do Catar.

Em abril de 2016, autoridades iraquianas fecharam o escritório da Al Jazeera em Bagdá em razão de uma cobertura considerada favorável ao EI e hostil à maioria xiita do país.

A emissora também já teve inúmeros problemas com os governos árabes, irritados com a cobertura considerada impertinente e tendenciosa.

Washington chegou a apelidar a emissora como porta-voz dos grupos extremistas, principalmente porque o antigo chefe da Al-Qaeda, Osama bin Laden, usava a Al Jazeera como fonte principal para disseminação de de suas mensagens. 


(Fonte: Estadão/junho 2017)

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.