“O interesse mundial na Amazônia é pelo minério. Ao que parece, a propina corre solta”

Em um discurso improvisado, feito a um grupo de garimpeiros em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro disse que a falácia estrangeira favorável à floresta amazônica não se trata de preservação ambiental ou proteção dos índios.

Na entrada do Palácio do Planalto, Bolsonaro declarou::

“O interesse na Amazônia não é no índio nem na porra da árvore, é no minério. O mundo muitas vezes critica o garimpeiro. A covardia que fazem com o meio ambiente, como empresas de vários países do mundo fazem aqui dentro do Brasil, ninguém toca no assunto porque a propina, pelo o que parece, corre solta”, disse.


 

publicidade