O tiro certeiro do presidente

(Guillermo F. Piacesi Ramos) É muito fácil para os políticos recomendarem que todos fiquem em casa enquanto os salários deles (e de todos os funcionários públicos) estão garantidos.

Na manhã de hoje (25), o presidente da República falou a “palavrinha mágica” que estava faltando:

“VAI FALTAR DINHEIRO PARA O FUNCIONÁRIO PÚBLICO”.

Agora é hora de todos apoiarem o presidente, mais do que nunca.

Não queriam um presidente combativo? Aí está.

Vamos para o embate.

Criemos uma campanha para redução dos salários dos parlamentares e das verbas de gabinete.

Aproveitemos essa chance. Não teremos outra.

Se vamos nos ferrar economicamente por causa de irresponsáveis que fomentam a crise (e que pretendem levar as pessoas à FALÊNCIA), então que políticos e funcionários públicos fiquem no mesmo barco.

É o mínimo que esperamos deles. Que atravessem a mesma coisa do que vamos atravessar.


Aliás, Bolsonaro deveria fazer melhor ainda: o presidente poderia abrir mão de 50% de seus vencimentos enquanto durar a crise.

Imagine só a confusão que isso causaria no parlamento?

Os pilantras, que adoram viver no berço esplêndido, seriam desmascarados imediatamente.



 

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com